5-dicas-para-preparar-o-pagamento-do-13o-salario-na-sua-empresa

5 dicas para preparar o pagamento do 13º salário na sua empresa

Entre tantas obrigações anuais que uma empresa deve cumprir, uma delas costuma tirar a paz dos gestores e administradores, o pagamento do 13º salário. Apesar de estar presente nas empresas há décadas, algumas pessoas ainda cometem pecados graves na organização desse benefício trabalhista.

Neste post, mostraremos 5 dicas práticas para que você consiga gerir o pagamento desse provento aos seus funcionários, de modo que ele seja realizado em dia e não cause muitos impactos financeiros à empresa. Confira!

Como funciona o pagamento do 13º salário?

O 13º salário é um benefício destinado ao trabalhador no final de um ano de trabalho. Seu pagamento poderá ser parcelado em duas etapas, uma realizada até o dia 30 de novembro e a segunda até o dia 20 de dezembro, devendo ser antecipado em caso de dias não-úteis.

Todo funcionário devidamente registrado que tenha trabalhado, no mínimo, 15 dias em um mês terá direito de receber o benefício, mesmo que proporcionalmente ao tempo trabalhado.

Como organizar o pagamento do 13° salário em minha empresa?

Agora que você entendeu como funciona o pagamento do 13º salário, vamos para as dicas:

1. Realize os provisionamentos mensais

Uma das principais ações que um empresário pode executar é o provisionamento mensal da parcela correspondente. Para fazer isso é bem simples, basta você reservar 1/12 do salário do funcionário a cada mês.

Em um exemplo prático, suponhamos que um funcionário receba R$ 1.500,00, sendo assim, em cada mês, você deverá reservar R$ 125,00 para pagamento do 13º salário. Assim, ao final do ano, você terá reservado o montante total para pagar o benefício ao empregado.

Essa ação faz com que o impacto gerado pelo pagamento seja diluído durante todo o ano corrente. Dessa forma, além de garantir o cumprimento da obrigação, você não prejudica os recursos do seu capital de giro.

2. Aproveite os picos de faturamento

Outra ação que contribui para organização do pagamento do 13º é aproveitar os picos de faturamento, principalmente, para quem não tem o hábito de realizar a provisão mensal.

Assim, você pode garantir o cumprimento da obrigação meses antes de ela ocorrer, evitando que o impacto atinja os meses finais do ano.

3. Organize-se com meses de antecedência

Sabemos que os meses finais de um ano costumam ser muito conturbado nas empresas. Afinal, feriados, gastos extras e, em alguns casos, o aumento no fluxo de vendas, acabam fazendo com que esses períodos gerem mais trabalho e despesas.

Sendo assim, a melhor forma de planejar o pagamento do 13º salário é planejar com meses de antecedência. Fazendo isso, você evita que essa obrigação seja mais uma preocupação de fim de ano.

4. Tenha atenção à tributação

Além da parte de constituição de reserva e organização, a tributação também faz parte do seu planejamento de pagamento do 13º salário. Nesse caso teremos os seguintes tributos:

  • INSS;
  • FGTS;
  • Imposto de Renda: se o valor superar o limite mínimo para a aplicação das alíquotas desse tributo.

5. Tenha atenção aos prazos

Por fim, tenha muito cuidado com os prazos mencionados no post. O não pagamento na data especificada pode gerar uma multa administrativa por funcionário, a qual ser dobrada em casos de reincidência.

Além disso, ainda existe a possibilidade do sindicado da categoria estabelecer alguma sanção pelo fato do atraso ou não pagamento dos valores aos funcionários. Sendo assim, fica bem claro que o pagamento do 13º salário deve ser muito bem organizado e planejado, caso contrário, pode gerar problemas financeiros graves e uma série de transtornos para uma empresa.

Gostou deste artigo sobre como organizar o pagamento do 13º salário? Gostaria de receber mais dicas como a que acabou de ler? Então assine nossa newsletter, assim você não perde nenhum conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *