Empresas brasileiras integram programa de parceria do Facebook - Asplan Sistemas

Empresas brasileiras integram programa de parceria do Facebook

São Paulo – O Facebook anunciou, ontem, a fusão dos programas
Preferred Developer Consultant (PDC) e Marketing API Program em um novo
sistema, o Preferred Marketing Developer (PMD), que reunirá empresas certificadas a desenvolver aplicativos e serviços para a rede social.

Pela primeira vez, três empresas brasileiras foram
selecionadas para participar do programa. Embora qualquer companhia ou
usuário possa criar um app para o Facebook, ter a chancela da rede é um
enorme facilitador para conseguir clientes e emplacar apps na rede
social.

Desde ontem, as agências Riot (São Paulo), Dito (Belo Horizonte) e a
desenvolvedora paulista Full Squad integram o novo programa de
parceiros, que agora reúne 90 empresas de todo o mundo. Dos escritórios
selecionados, 67 estão fora dos Estados Unidos.

A primeira vez que o Facebook concedeu sua chancela a
desenvolvedores terceiros foi em 2009.  Na época, 14 empresas e
indivíduos foram selecionados para desenvolver os aplicativos que seriam
a base do sistema de apps do Facebook. Desta iniciativa, surgiram
projetos para clientes como Red Bull, McDonalds, MTV e Disney.

Em sua primeira expansão, em 2010, o programa já reunia 35
empresas desenvolvedoras e 50 consultores. Agora, o PMD tem como missão
não só orientar e capacitar desenvolvedores, mas também tornar o
marketing social mais simples e efetivo.

O processo de mudança já acontecia em sigilo desde o início
deste ano, mas só foi revelado ontem, após uma reunião com todos os
parceiros envolvidos no escritório da rede social em Menlo Park (Vale do
Silício).

A chegada dos brasileiros no processo vem em boa hora. Com o
mercado nacional de startups aquecido, os brasileiros podem finalmente
encerrar o tabu de não emplacar desenvolvimento de soluções próprias no
Facebook.

Um bom exemplo é o aplicativo RSVPbook,
desenvolvido pela brasileira Full Squad. Pelo aplicativo o usuário pode
fazer uma reserva de mesa ou horário nos 25 estabelecimentos que já
assinam o serviço, entre eles o restaurante Zenna Caffè e o salão de
beleza Jacques Janine.

Fonte: http://info.abril.com.br/noticias/internet/existe-internet-sem-pirataria-18042012-32.shl

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *