Ministro pode adiar desligamento de sinal de TV analógica - Asplan Sistemas

Ministro pode adiar desligamento de sinal de TV analógica


“O prazo de 2016 [para desligamento do sinal analógico] está mantido, mas pode mudar enquanto houver número razoável de receptores analógicos funcionando nas residências”

Brasília – O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, acenou hoje (20)
com a possibilidade de o prazo para desligamento do sinal para
televisores analógicos, previsto para 2016, ser adiado, caso parte
considerável da população ainda não tenha adquirido os conversores ou
aparelhos necessários ao aproveitamento do sinal digital. Ele também
estimou que o padrão tecnológico da rádio digital no Brasil será
definido até o fim do ano.

“O prazo de 2016 [para desligamento do sinal analógico] está mantido,
mas pode mudar enquanto houver número razoável de receptores analógicos
funcionando nas residências”, disse Paulo Bernardo, após participar de
palestra no Congresso Brasileiro de Radiodifusão. “Sabemos que um número
muito grande de pessoas já possui TVs digitais, mas talvez a metade
ainda tenha aparelhos analógicos”, acrescentou.

Pouco antes de iniciar a palestra, Paulo Bernardo confirmou que, até o
final do ano, o padrão tecnológico das rádios digitais deverá estar
definido. A exemplo do que disse sobre a transição da TV analógica para a
digital, as rádios digitais deverão transmitir nos dois sinais enquanto
os ouvintes não trocarem seus aparelhos.

O ministro reiterou, ainda, as vantagens de os processos relativos à
engenharia das rádios digitais serem repassados do Ministério das
Comunicações para a Agência Nacional de Telecomunicações
(Anatel). “A agência tem corpo técnico mais numeroso e melhor preparado
que o Ministério das Comunicações. Afinal, são cerca de oito a dez mil
processos ligados a engenharia, tratando de assuntos como variação de
potência e da localização de transmissores”, disse.

“Já estamos testando alguns dos grandes sistemas [de rádio digital] que
existem no cenário internacional. Queremos que os aparelhos [para
recepção do sinal digital] sejam fabricados no Brasil a preço popular,
acessível às famílias”, completou.

Fonte: http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/ministro-pode-adiar-desligamento-de-sinal-de-tv-analogica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *