PF prende quadrilhas de cibercriminosos e diz que golpes online vão diminuir - Asplan Sistemas

PF prende quadrilhas de cibercriminosos e diz que golpes online vão diminuir

Grupos invadiam contas bancárias e
clonavam cartões de crédito. Só durante as investigações, iniciadas em
2010, causaram prejuízo de R$ 8 milhões.

A Polícia Federal realizou nesta quinta-feira (21/11) duas operações,
no Pará e no Rio Grande do Sul, para desmantelar quadrilhas
especializadas em fraudes bancárias pela Internet.

Ao todo, 34 mandados de prisão foram cumpridos, além de 16 ordens de
apreensão. Segundo a PF, espera-se que, graças às medidas, crimes do
gênero sejam reduzidos em 60% em território nacional.

Um dos grupos investigados atuava há mais de dez anos e, segundo as
autoridades, promoviam ataques de alto nível técnico: invadiam contas de
bancos – principalmente a Caixa Econômica Federal – para subtrair
valores, a partir de transferências financeiras a “laranjas”, pagamentos
de boletos e compras de mercadoria; clonavam cartões de créditos e
roubavam milhagens de clientes de companhias aéreas.

Leia mais: A página do seu banco na web pode não ser o que parece

O outro, com sede no Pará, fraudava contas de empresas privadas e
“lavava” o dinheiro com um fábrica de cimento de Marabá, localizada no
mesmo estado. Eles desenvolveram códigos maliciosos para contaminar os
computadores das vítimas e conseguiram, inclusive, convencer um policial
militar a ajudá-los.

O prejuízo causado pelas duas quadrilhas, só durante o período de
investigações, chegou a oito milhões de reais, mas, a partir da análise
do material apreendido, é possível que o valor aumente.

Quase 240 pessoas se envolveram na operação, iniciada em abril de
2010. Ela esteve a cargo do Grupo de Repressão a Fraudes Bancárias
Eletrônicas da Polícia Federal.

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/seguranca/2011/11/24/pf-prende-quadrilhas-de-cibercriminosos-e-diz-que-golpes-online-vao-diminuir/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *