WD Live Wire joga a internet na corrente elétrica - Asplan Sistemas

WD Live Wire joga a internet na corrente elétrica


Avaliação do editor Airton Lopes

Paredes
grossas, encanamentos, plantas, aquários, bebedouros, forno de
micro-ondas e até a altura onde estão os equipamentos. A lista de
fatores que atrapalham o bom funcionamento do Wi-Fi é grande. Em locais
em que as interferências inviabilizam a rede sem fio, uma solução
descomplicada para conseguir conexão estável é aproveitar a fiação
elétrica para a montagem da rede doméstica. O kit WD Livewire, formado
por dois adaptadores com quatro portas Ethernet, faz isso com extrema
facilidade. Um deles fica ligado no roteador e na tomada. O outro só
precisa estar plugado em qualquer tomada da casa para ficar apto a
fornecer acesso à rede. A instalação é plug and play. Só é preciso
cuidado para não ligar os adaptadores em estabilizadores ou filtros de
linha. A desvantagem da solução elétrica é a menor velocidade. No
INFOlab, a transferência de dados pela fiação foi feita em até 2,9 MB/s.
Nos mesmos pontos, a velocidade por Wi- Fi foi de 3,2 MB/s.

Avaliação do editor Cauã Taborda

Com
taxas de transferência inferiores às de um roteador comum, o WD Live
Wire pode parecer um hub como qualquer outro. Seu uso, no entanto, traz
vantagens ao ambiente corporativo (em um pequeno escritório) ou mesmo em
casa. Como dito acima, o aparelho transfere a conexão de internet do
modem e cria uma rede pelos cabos da rede elétrica. A vantagem imediata é
fazer com que a rede chegue a todos os cômodos de um apartamento, sem a
necessidade de um repetidor de sinal, roteador muito potente ou
instalação de cabos. Essa situação é comum em apartamentos onde muitas
paredes ou vigas de concreto funcionam como barreiras para o Wi-Fi.

Nesse
cenário há um grande problema: o uso de eletrodomésticos. Qualquer
aparelho com um motor de indução – batedeira, liquidificador, secador,
processador de alimentos, etc – reduz drasticamente a velocidade da
transmissão. Nos testes do INFOLAB, a velocidade de 10,3 Mbps caiu para 5
Mbps quando uma batedeira passou a funcionar no mesmo ramo elétrico.
Quando as tomadas de vários cômodos (como cozinha e sala) estiverem
ligadas em um mesmo disjuntor no quadro de força, situação comum em
muitos apartamentos, o Live Wire irá apresentar esse problema. Uma
solução é instalar filtros nas tomadas desses eletrodomésticos, evitando
que o motor devolva carga para a rede e reduza a velocidade de conexão
enquanto você prepara uma vitamina.

Nas
empresas, onde é menos provável que uma máquina de lavar ocupe o mesmo
ramo elétrico das tomadas, o Live Wire pode chamar atenção pela
segurança. Por não emitir sinal Wi-Fi, a rede instalada pelo aparelho é
menos suscetível a invasões. Para que um hacker tenha acesso à rede
compartilhada pela fiação elétrica, é necessário que ele se conecte
presencialmente usando uma das pontas do Live Wire, e também que a
criptografia de 128 bits seja quebrada.

Para gerenciar a rede a
Western Digital inclui o software WD Livewire Utility. Pelo programa é
possível acessar informações como computadores conectados, qualidade do
sinal e MAC adress de cada dispositivo. Também é possível configurar uma
senha e criar uma rede privada, fazendo com que somente os dispositivos
com a chave correta fiquem conectados.

Fonte: http://info.abril.com.br/reviews/hardware/redes/wd-live-wire.shtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *