As 3 Novidades Sobre O Esocial Que Voce Precisa Conferir.jpeg

As 3 novidades sobre o eSocial que você precisa conferir!

transformação digital vem acontecendo em todos os lugares, inclusive em esferas governamentais. Integrar sistemas para facilitar o cruzamento de informações já está na pauta do sistema público há alguns anos, principalmente na Receita Federal.

Com as informações fiscais da empresa, isso não seria diferente, e para tanto foi criado o eSocial. Há mais ou menos dois anos, a plataforma on-line foi adotada por pessoas físicas que contratam empregados domésticos. E, se tudo der certo, será também obrigatória para pessoas jurídicas em 2018.

Continue lendo para conhecer as novidades do eSocial e saber como ele vai mudar a rotina da área de recursos humanos e TI.

1. Unificação das informações trabalhistas

A plataforma foi desenvolvida pelo governo federal para unificar todas as informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais de uma empresa em relação aos seus funcionários.

Nela, a área de gestão de pessoas fica responsável por atualizar admissões, mudanças de cargo, folhas de pagamento, férias, rescisões, toda a jornada de um colaborador dentro da companhia.

A solução começou a ser implementada em 2014, a partir do Decreto 8.373, instituído pela presidência da República. Após várias fases de testes, desde agosto deste ano o sistema foi liberado para todas as empresas, independentemente do ramo ou tamanho.

No entanto, a iniciativa só começa a ser obrigatória a partir de janeiro de 2018 para empresas que faturam mais de R$ 78 milhões anuais. Em julho de 2018, todas as empresas deverão adotar o eSocial.

2. Facilidade na gestão das informações

Como já foi mencionado, as informações vão estar integradas e armazenadas em um só lugar. Isso ajuda tanto o governo a evitar a sonegação de impostos como a empresa  a concentrar a gestão desses dados.

É a mesma lógica de ter um sistema de relacionamento com os clientes. O processo também fica mais fácil, pois o sistema transmite dados ao INSS, Receita Federal, Ministério da Previdência, Ministério do Trabalho e Caixa Econômica Federal.

3. Redução de custos

Adeus, papel. Apesar de não ser o maior custo, as impressões desperdiçam recursos desnecessários, além de prejudicarem o meio ambiente. Com o envio feito pela plataforma on-line, aquela pilha de papel que você vê nas mesas da equipe de recursos humanos vai diminuir muito.

Outra vantagem é a redução nos custos de processo. O eSocial é uma oportunidade de aumentar a produtividade dos colaboradores que já fazem esses envios obrigatórios.

A implantação da plataforma na empresa também é uma oportunidade de se pensar em outros projetos e rever processos. E quem também ganha com isso são os próprios funcionários, para quem será assegurado que o seu FGTS e outros direitos estarão rigorosamente em dia.

Para acompanhar as mudanças no eSocial, você deve acessar o portal da ferramenta. Lá, saberá de todas as atualizações disponíveis. O ideal é que a empresa não espere o início do prazo obrigatório para começar a usar, já que a plataforma de testes foi liberada desde 1.º de agosto.

Quer mais dicas sobre tecnologia e gestão de processos? Acompanhe a gente pelo Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *